Pergunta do leitor: se aposentar na Finlândia

O Jonas comenta:

Olá, tenho dupla cidadania italiana, gostaria de ir p Europa para viver depois dos 50 anos, para sobreviver vou usar minha aposentadoria de mil euros e vender meu patrimonio no Brasil e levar o dinheiro. Posso requerer a cidadania finlandesa depois de quanto tempo morando legalmente na Finlândia? Vc acha que eu teria uma vida confortavel com 500 mil euros em dinheiro? Qual eh a melhor região Helsinki ou interior? Meu estilo de vida é pacato, não me importo com vida social intensa e gosto de estudar…obrigado desde já….abrcs

Oi Jonas,

para informações sobre a cidadania finlandesa, dá uma olhada no site do Serviço de Imigração Finlandês: http://www.migri.fi/finnish_citizenship, que lá tem as informações mais recentes sobre o tópico. O principal é que você tem que ter morado por cinco anos ininterruptos na Finlândia e tem que passar no teste de língua finlandesa, além de, claro, ter ficha limpa na polícia e ter pago todos os impostos direitinho.

Sobre uma vida confortável com 500 mil euros em dinheiro, eu não tenho como te dizer com certeza, mas imagino que se você aplicar seu dinheiro bem (um banco finlandês possivelmente será capaz de te orientar melhor a respeito), imagino que seja uma soma boa para te dar a tranquilidade que você procura.

Quanto à região, é tudo uma questão de onde você se sente melhor! A Finlândia toda é bem pacata, especialmente comparado com o Brasil. Helsinki, sendo a capital, tem mais atrativos e mais estrangeiros, mas em compensação é mais cara. Quanto mais para o norte, mais barato e mais pacato. E aparentemente a região do sudoeste finlandês (Turku e arredores) é a região mais ensolarada do país, embora isso não signifique muita coisa para quem está acostumado com o sol do Brasil…

Boa sorte na sua escolha! Grande abraço!

Posted in Vida | 1 Comment

Pergunta do leitor: gastos em viagem de férias

E agora, a segunda parte da pergunda da Micaela:

e quanto aos gastos, em 2015 pretendo ir a Finlândia, passar uns 7 dias no máximo, você poderia me ajudar com quanto eu devo ir no bolso?

Bom, isso depende muito do tipo de viagem que você pretende fazer, que atrações pretende visitar, quanto pretende viajar dentro do país, onde vai ficar hospedada… Mas para ter uma noção básica, lá vai uma lista dos preços, mais ou menos (jogando para cima para evitar surpresas):

  • Dependendo da época, prepare-se para pagar entre 50 e 90 euros por noite para a hospedagem para duas pessoas no Omena Hotels. Talvez em hostels você encontre por menos.
  • Café da manhã, uns 7 euros; almoço, 12 a 15 euros; jantar em lugar mais legalzinho pode sair por uns 20 a 25 euros
  • Bilhete de ônibus/tram/metro: 2.20 euros
  • Ônibus da Finnair do aeroporto para o centro de Helsinki: 6.20 euros
  • Entradas em museus e igrejas: alguns de graça, outros podem chegar a uns 7 euros.

Para outras referências de preços, recomendo também dar uma olhada nos guias do Wikitravel, por exemplo o de Helsinki.

Grande abraço!

————————

Atualização em 03/04/2013:

Acabei de voltar de uma viagem de exatamente 6 dias na Finlândia, visitei Helsinki e Tampere com o olhar de turista, e posso dar um relato mais exato dos valores que gastei por lá desta vez. O foco é no que se pode fazer para tentar gastar menos:

  • Se estiver viajando com orçamento apertado, tente se hospedar no AirBNB ao invés de hotel, especialmente no fim de semana ou períodos de mais procura.
  • Meus maiores gastos foram em supermercado, jantares e bebidas alcoolicas. Jantar em Helsinki foi muito mais caro do que eu esperava! Paguei até 30 euros num prato individual. Paguei entre 5 e 10 euros pela cerveja em restaurantes. Ouch!
  • Uma maneira de tentar reduzir os gastos é comprar comida no supermercado, especialmente para o café da manhã e os lanchinhos da tarde. Dá para comprar pão, queijo, presunto e uma saladinha e fazer sanduíche para levar consigo, já que o mesmo lanchinho pode custar até 8 euros na rua. O supermercado Lidl é significativamente mais barato que os outros (até metade do preço para algumas coisas).
  • Café espresso, refrigerante e água nos cafés na rua sai por 2,50 a 3 euros. É uma boa ideia beber água da torneira (puríssima) e encher a garrafinha antes de sair de casa!
  • Comprei o passe diário de ônibus de Helsinki, já que fiquei hospedada fora do centro. Paguei 16 euros por 3 dias e valeu muito a pena (com o passe dá também para subir no ferry para Suomenlinna, que é uma das atrações turísticas da cidade). Em Tampere, só peguei o ônibus uma vez para ir para uma sauna um pouco mais afastada. A cidade é tão pequena que dá para caminhar para todo lugar!
Posted in Vida | 1 Comment

Pergunta do leitor: aprendendo finlandês online

A Micaela pergunta:

[…] sou mais uma louca p/conhecer a Finlândia, e desde janeiro desse ano, tenho feito pesquisas da língua, tipo, tou aprendendo finlandes, traduzindo para o ingles e vice versa kkkk , mas tou indo, então, você acha que me ajuda o basico nas aulas que tou pegando pela internet?

Oi Micaela!

Olha, qualquer coisa que você procure sobre a língua finlandesa com certeza já ajuda, mas minha experiência é que estudar uma língua sozinha pela internet é bem difícil. Depende muito da sua persistência e paciência! Mas sim, tem muito material bem decente para aprender a língua finlandesa online, bem como alguns guias sobre como aprender uma língua por conta própria pela internet. Aqui estão alguns links que me ajudaram bastante (em inglês):

Espero que os links ajudem! Boa sorte!

Posted in Língua | Tagged , , , , | 1 Comment

Divulgação: Banda brasileira em Tampere nos dias 18 e 19 de janeiro

Repassando… 🙂

Atenção brasileiros que moram na Finlândia…. somos músicos brasileiros e vamos tocar lá, em Tampere no http://www.beatles.fi Nos dias 18 e 19 de janeiro… E vamos representar o Brasil no festival. Se estiver por lá ou se quiser indicar aos amigos de lá, seria um prazer!!!! Abraços, Gleison Tulio & Keilla Jovi

Posted in Vida | Tagged , , , , | Leave a comment

Pergunta do leitor: aprendendo finlandês na Finlândia

A Sonia pergunta:

Moro na Filandia e preciso falar a lingua do pais, peciso de ajuda onde fazer um curso, onde há brasileiros a prender a lingua

Oi Sonia! Que bom que você está animada para aprender o finlandês! Como já foi dito aqui antes, ainda que seja possível viver na Finlândia sem falar finlandês, a vida fica bem mais fácil e mais satisfatória se você aprende pelo menos um pouquinho!

Bom, para começar, você pode procurar saber junto às universidades locais se há algum curso disponível também para quem não está registrado como aluno. Outra opção é procurar os cursos oferecidos pelo governo. Na página do guia do Infopankki sobre a língua finlandesa (disponível em inglês e em espanhol) tem algumas informações que podem te interessar.

Quanto a encontrar outros brasileiros aprendendo a língua, talvez você possa se juntar ao grupo de brasileiros na Finlândia do Facebook. De repente o pessoal de lá também pode dar algumas informações preciosas.

Boa sorte na empreitada!

Grande abraço e feliz 2013!

Posted in Língua | 2 Comments

Pergunta do leitor: empreendedorismo na Finlândia

O Rodrigues pergunta:

Moro com minha família num país Árabes ha vários anos, sou treinador e técnico com anos de experiencia na minha área.Dou aulas de arte-marcial num projeto do governo em escolas locais, base militares e clubes.Tenho intenção de abrir uma academia de lutas(Brazilian jiu-jitsu, MMA e lutas) em um país como a Finlândia.Procuro um lugar para viver com minha família mas que tenha mais incentivo do governo para que eu possa investir mas sem correr o risco de perder o investimeno. Sei que existe a questão do idioma, por isso gostaria de maiores informações, e se possível contatos para analisar todas as possibilidades. Obrigado e Parabéns pelo site. Feliz Ano Novo

Olá, Rodrigues, Feliz Ano Novo para você também!

A questão de abrir um negócio na Finlândia é bem complicada para eu te responder, porque fui para lá como estudante e não conheci ninguém que tenha passado por essa experiência por lá. Sei que existe um tipo de visto para empreendedor, mas não sei que condições ou incentivos o governo da Finlândia dá. Talvez o melhor seja entrar em contato com a Embaixada da Finlândia aí no país onde você mora para esclarecer melhor como as coisas funcionam nesse caso, ou então com outros empreendedores na sua área que já estejam estabelecidos no país.

Boa sorte! Grande abraço!

Posted in Trabalho | Tagged , | Leave a comment

Pergunta do leitor: dúvidas sobre obtenção de visto

O Vinícius pergunta:

eu falo ingles, Mas andei vendo que o povo la, nao é muito de falar ingles. quero ir para jogar hockey, em alguma universidade ou time local.

O pessoal na Finlândia em geral fala inglês, sim, mas se você tem a intenção de procurar trabalho, especialmente para ser atleta profissional, possivelmente falar finlandês vai ser prerequisito mesmo…

e outra tava vendo aqui agora, não tem voo direto, e sera necessario, desembarcar na noruega.

Realmente, nas grandes companhias aéreas não há voos diretos Brasil – Finlândia. Algumas companhias de viagem fazem voos fretados, normalmente para o Nordeste do Brasil, mas o mais conveniente é comprar com as conexões sugeridas pelas companhias aéreas. Eu normalmente ia de KLM ou de TAP, mas tem outras companhias que também podem fazer o trajeto, por meio de voos de aliança. Se você tiver dificuldade em achar os voos na internet, sugiro entrar em contato com uma agência de turismo.

eu nao entendi direito isso= § Comprovante de intenção de retorno ao Brasil (contrato de trabalho, membros da família, declaração de bens no Brasil). § Carta-convite de um finlandês (residente permanente na Finlândia) com as informações de contato e cópia do passaporte do apresentador do convite (visto de turista)

Isso depende do tipo de visto. O comprovante de intenção de retorno ao Brasil e o convite de um finlandês é possivelmente o que você precisa mostrar caso esteja pedindo o visto de turismo ou de estudo. No caso de visto de trabalho é normalmente ainda mais difícil: você precisa arrumar um empregador na Finlândia antes de solicitar o visto. Ou seja, no seu caso, significaria entrar em contato com o clube de hóquei onde você quer jogar antes mesmo de sair do Brasil.

Uma alternativa que você pode considerar é tentar ir para a Finlândia para estudar e, estando lá com o visto de estudante, tentar entrar no time de hóquei e esquematizar a sua permanência. Certamente é bem mais fácil do que tentar ir direto com o visto de trabalho, a não ser que você já possua algum contato profissional por lá que esteja disposto a te patrocinar na empreitada.

De qualquer forma, o melhor lugar para tirar dúvidas com relação à parte burocrática de obtenção de vistos é com a Embaixada da Finlândia. Escreve para eles, eles são ótimos e com certeza vão te ajudar com o maior prazer!

Abraços e boa sorte!

Posted in Trabalho | Tagged , , | Leave a comment

Perguntas e pedidos de ajuda

Tenho recebido bastante comentários aqui no Brasilialainen, o que é ótimo! Agradeço o contato e a audiência 🙂

No entanto, devo confessar que nem sempre sei como responder às perguntas. Quando os pedidos são muito genéricos, não sei como ajudar. Mesmo o pedido de “umas dicas” é geral demais para eu poder responder – principalmente porque não moro mais na Finlândia e não tenho nem como passar contatos por lá!

Portanto, aos que comentaram recentemente e a quem eu não consegui responder, minhas desculpas antecipadas. Se vocês tiverem alguma dúvida específica, comentem de novo que pode ser que eu consiga responder. Se não, deixo o espaço dos comentários abertos para que os leitores possam se ajudar, caso desejem.

Grande abraço e feliz 2013 a todos!

Posted in Estudo, Língua, Trabalho, Vida | Tagged , , , | 2 Comments

Pergunta do leitor: comprovação de renda

Mais um comentário, desta vez do Johnnatan:

Olá,
este blog é sensacional!
Gostaria tanto que vocês continuassem com as dicas para o mestrado! Pretendo tentar daqui a um ano…
Tenho uma pergunta, pra começar: você disse que era necessário comprovar renda de 500 euros mensais. Como é feita essa comprovação?

Oi Johnnatan! Valeu pelo elogio!

O blog está meio parado porque eu, Maíra, já não moro mais na Finlândia há três anos. Hoje estou na Itália, fazendo doutorado 🙂 Mas amo a Finlândia de paixão, e o Brasilialainen é uma maneira de manter o contato com esse que é, no coração, meu segundo país. Além do que, apesar de meio velhinhos, os textos antigos ainda podem ser úteis para muita gente.

Mas bem, à sua pergunta: na Embaixada da Finlândia em Brasília, exigiram de mim um extrato do banco mostrando o valor total necessário, em reais mesmo (ou seja, converta os 6 mil euros em reais, coloque uma gordurinha por cima só para garantir) assinado pelo gerente. Tenta conseguir um daqueles extratos consolidados em papel timbrado do banco, com carimbinho e assinatura. Só o extrato tirado de caixa eletrônico não vai servir. Se você tiver bolsa de estudos, é mais fácil ainda: a carta timbrada com a oferta de bolsa serve como comprovação.

Uma vez na Finlândia, para renovar o visto na polícia finlandesa (tem que renovar anualmente), você vai precisar comprar de novo o seguro-saúde (a validade do visto é sempre atrelada ao seguro) e comprovar de novo ter o dinheiro disponível para o ano todo. No meu caso foi mais fácil porque na hora de fazer a renovação eu estava empregada pela universidade como assistente de pesquisa, e mostrar o meu contrato de trabalho foi suficiente como demonstração de fundos.

Bom, claro que essa foi minha experiência de quatro, cinco anos atrás. Para ter certeza de que nada mudou no processo, melhor confirmar com o pessoal da Embaixada.

Um comentário: no meu caso, no primero ano a minha família me emprestou o dinheiro que eu precisava para comprovar a renda necessária. Minha avó fez a transferência de fundos para mim dois dias antes de eu tirar o extrato – portanto a transação apareceu no documento! Mas o pessoal da embaixada nem olhou para isso… Acho que eles não se preocupam com a possibilidade de você pegar o dinheiro emprestado e depois devolver; o importante parece ser demonstrar que você tem o dinheiro disponível. E, se você pensar bem, se você mentir que tem o dinheiro disponível quando na verdade não tem, o maior prejudicado é você mesmo. Porque o custo de vida é por baixo esse mesmo, 500 euros por mês, e uma vez na Finlândia, estrangeiros com visto de estudante não têm direito a nenhum dos benefícios que o governo oferece (auxílio estudo, auxílio moradia, auxílio desemprego, etc.). E, ao contrário do que muita gente pensa, conseguir emprego não é tarefa fácil quando não se fala finlandês. Eu acredito que essa exigência de comprovação de fundos é uma maneira que eles encontraram para evitar que os estudantes passem aperto desnecessariamente no país deles.

Espero ter respondido bem à sua pergunta 🙂 Um grande abraço e boa sorte!

Posted in Estudo | Tagged , , , | 4 Comments

Pergunta do leitor: Finlândia antes ou depois de formada?

A Rafaela pergunta:

Olá =) Bom dia. Quero ir morar na Finlândia, mas tenho algumas dúvidas do melhor jeito de ir, pode me ajudar? Primeiro gostaria de saber qual o profissional que eles procuram, qual formação. Vi em um site que tem vagas na área de saúde, mas queria saber de outras áreas também. Estou pensando em me preparar aqui e ir pra lá depois de formada. Mas, ao mesmo tempo, a educação lá é melhor que a nossa, tenho medo de meu diploma não valer nada, ou ficar pra trás mesmo. Seria melhor ir como estudante pra estudar lá e depois tirar o visto pra trabalho? Se sim, como faço pra ser aceita em uma universidade finlandesa? Se não, depois de formada aqui, como aqui no Brasil, conseguir um empregador na Finlândia? rsr Obrigada desde já. Abração.

Oi Rafaela, obrigada pelo comentário!

Nossa, suas perguntas são difíceis, hein? Eu não moro na Finlândia há algum tempo, mas vou arriscar responder mesmo assim.

Não sei se há no momento alguma outra profissão que os finlandeses estejam especialmente à procura de profissionais, além dos profissionais da saúde que você mesma citou (principalmente enfermeiros e pessoas treinadas para cuidar da população que está envelhecendo). A Finlândia não foi tão afetada pela crise como outros países da Europa, mas ainda assim as coisas por lá ainda não estão completamente estabilizadas.

Com isso em mente, talvez o caminho mais seguro seja realmente ir para lá para estudar e depois tentar arrumar um emprego. A educação lá é muito boa mesmo e na maioria das universidades ainda é gratuita, mesmo para estrangeiros. Conseguir visto de estudante é, de maneira geral, bem mais fácil do que conseguir visto de trabalho. E ainda por cima o seu período como estudante nas terras finlandesas pode servir como um “test drive” para você descobrir se quer imigrar para lá de vez mesmo!

Se você resolver ir por esse caminho, dê uma olhada no arquivo daqui do blog! Os posts mais antigos têm muitas dicas sobre como ir para a Finlândia para estudar. E as inscrições para o ano letivo de 2013 abrem por agora!

http://www.brasilialainen.com/site/category/estudo/

Grande abraço e boa sorte na empreitada!

Posted in Estudo, Trabalho, Vida | 2 Comments