Pergunta do leitor: Bolsas de estudo na Finlândia?

A Camilla pergunta:

Olá,[…]

Eu já fui à Finlândia duas vezes para turismo, mas o sonho da minha vida é morar lá. Adoraria fazer uma graduação e consequentemente, arrumar um emprego e construir minha vida por lá.

No primeiro comentário que eu fiz aqui, você me orientou que para ir para lá estudar, no momento de obtenção de visto de estudante, é necessário comprovar uma renda mensal de 500 euros para a duração do período de estadia por conta do curso. Eu gostaria de saber se por acaso não há outra maneira ou se esta comprovação é algo indispensável para a concessão do visto.

Para ser honesta, eu não tenho condições financeiras para tal, fui para lá com muita dificuldade e suor. Não existe, por parte do governo finlandês, algum tipo de auxilio nesse sentido para estudantes? Como por exemplo o que o governo daqui oferece para o projeto Ciência Sem Fronteiras? Infelizmente o curso que eu gostaria não está incluído no projeto, então estou tentando todas as alternativas.

Oi Camilla!

A comprovação de renda mensal é uma exigência do governo para emissão do visto e não tem como fugir. Eu já escrevi sobre a comprovação de renda no processo de obtenção do visto de estudo aqui.

Infelizmente, o governo finlandês não oferece bolsas para graduação, e nem para mestrado. Aliás, nem o Ciência sem Fronteiras oferece bolsas de graduação na Finlândia, provavelmente porque não há cursos de bacharelado em inglês no país, e aprender finlandês só para passar um ano não é muito prático. Atualização: procure por bolsas do Ciência Sem Fronteiras, que aparentemente agora estão disponíveis também para graduação.Financiamento para o doutorado, por outro lado, é mais fácil, já que normalmente o estudante de doutorado é considerado empregado da universidade e recebe salário. Ou então há as escolas de graduação que oferecem bolsas, em uma seleção feita a partir de currículo e entrevistas. A página do Study in Finland explica direitinho sobre isso, dá uma olhada: http://www.studyinfinland.fi/tuition_and_scholarships

Então quais são as opções para um estudante de graduação que quer ir para o exterior mas cujo curso não se encaixa no Ciência sem Fronteiras?

Infelizmente, de novo, (e até onde eu sei) não tem muito para onde correr. Se o governo brasileiro realmente não mudar de ideia e decidir expandir o CsF para as Humanas, e se você não tem condições de juntar o dinheiro para um ano na Finlândia (na taxa de câmbio de hoje, R$19.200,00), a sua melhor aposta é terminar a graduação no Brasil e tentar concorrer para uma bolsa de mestrado, como por exemplo as bolsas do programa Erasmus Mundus.

Se você resolver esperar um pouco e deixar para ir para a Finlândia para um mestrado ao invés de graduação, a grande vantagem é que você vai poder estudar em inglês. Como eu disse acima, aprender finlandês para fazer a graduação lá é complicado e pode levar um tempo razoável. (Eu estudei finlandês por dois anos e ainda não estaria em condições de fazer um curso universitário). Por outro lado, finalizando seu curso, você tem tempo de aprender um pouco de finlandês para facilitar a vida, juntar um dinheiro, e se preparar para pedir a bolsa dos seus sonhos com calma – e consequentemente com mais chances de sucesso.

De qualquer forma, eu não estou 100% informada a respeito das opções de financiamento hoje em dia, e por isso recomendo que você não aceite minhas palavras como finais, e tente continuar pesquisando se há outras opções de bolsas que eu não estou sabendo, não só para a Finlândia, mas para outros países. Sei que para os EUA tem a bolsa Fullbright, e para o Reino Unido há o Chevening. Tem bolsas voltadas para mulheres apenas também, e acho que alguns bancos oferecem algum programa. As vagas são limitadas, mas não custa dar uma olhada, né?

Boa sorte e abraços!

 

This entry was posted in Estudo and tagged , , . Bookmark the permalink.

2 Responses to Pergunta do leitor: Bolsas de estudo na Finlândia?

  1. Larissa says:

    Você cometeu um erro em seu texto. Existem sim o ciências sem fronteiras para a Finlândia (:

    • maira says:

      Oi Larissa, obrigada pelo comentário! Na época em que eu escrevi o texto, não havia bolsas para nível de graduação. Agora dei uma olhada na página do programa e vi que estão disponíveis! Atualizei o texto. Obrigada pelo toque! 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *